As Cinco Fases da Tentação e como Vencê-las!

A Liturgia sempre coloca Jesus no Evangelho do Primeiro Domingo da Quaresma vencendo as tentações do Demônio (cf. Lucas 4, 1-13). O Nosso Senhor e Mestre não só vence, mas nos dá as dicas para vencer também o nosso inimigo e as tentações pequenas e grandes que enfrentamos todos os dias. O objetivo desta reflexão de hoje será avaliar a nossa defesa e aumentar as nossas resistências frente às tentações e celebrar a vitória com o Senhor Jesus.

O Senhor derrotou o inimigo através da Docilidade ao Espírito Santo, pois “no deserto, ele era guiado pelo Espírito”, da Palavra: “A Escritura diz: ‘Não só de pão vive o homem” ; da Oração: “Terminada toda a tentação, o diabo afastou-se de Jesus”; do Jejum: “Não comeu nada naqueles dias e, depois disso, sentiu fome”, e pela Adoração: “Adorarás o Senhor teu Deus, e só a ele servirás”. Exercendo Sua autoridade que vinha de uma vida coerente e santa. Isso fica bem claro na leitura deste Evangelho.

“O diabo usa cinco formas para atacar o homem. Tentarei explicar, resumidamente, estes cinco modos, que são:

Tentação: a tentação verifica-se quando o diabo tenta você a fazer o que não tem que ser feito, ou que você não faça o que tem que fazer. É sempre uma questão de obediência a Deus. Uma coisa a se manter bem em mente é que nem toda a tentação vem do diabo. A nossa própria natureza ferida pelo pecado nos sugere que façamos o mal, pelo qual somos atraídos.

Opressão: Significa que o diabo, como bom lutador, achando o ponto fraco da minha personalidade dirige o seu ataque nessa direção: poderia ser o poder, a ambição, o ciúme, o ser apegado ao dinheiro, ao sexo, à sensualidade, etc. Cada um de nós tem um ou mais pontos fracos na sua natureza. É bom lembrar de tudo isto especialmente quando procuramos amparo no Sacramento da Reconciliação, se queremos que este seja frutífero ao máximo. A graça deste sacramento, de fato, não consiste somente no perdão do pecado, mas também na cura e libertação.

Vexação: Acontece quando o inimigo ataca pessoas superiores. Temos o caso de Padre Pio, por exemplo, quando o diabo tremia a cama dele e fazia todo aquele teatro. A vexação existe realmente, basta ler a vida dos santos, e veremos quando ela é realidade.

Infestação: Acontece quando o diabo tenta incomodar não a pessoa, mas seus objetos e locais onde ela vive. Também neste caso precisamos ser prudentes e cautelosos na análise desses fenômenos, não excluindo a possibilidade de serem verdadeiros.

Possessão: Acontece quando o diabo toma como sua morada, o corpo de uma pessoa, domina sua mente, domina sua psique, sua vontade. O domínio da alma pelo diabo só se dá pelo pecado. Na possessão, o maligno somente consegue chegar a pisque, à vontade, ao intelecto, não podendo chegar à alma. Ele não pode obrigá-lo a cometer o pecado, mas somente a fazer a ação do pecado, esses casos são os mais sérios e também os mais difíceis de acontecer. Esses são os três modos de possessão:

- Quando se abre todas as portas para se entregar ao inimigo;
- Quando se abre as janelas, através da prática do ocultismo;
- Quando, com a permissão de Deus, o diabo pega alguém como refém”.

Trecho tirado do livro: Cura do mal e libertação do maligno - Frei Elias Vella.

Por isso, não devemos temer o inimigo, mas conhecer as suas artimanhas e usar de todas as armas espirituais e fugir das ocasiões de pecado, porque na graça é muito mais difícil do demônio conseguir nos vencer. Fortaleçamo-nos na Oração, no Jejum, no poder da Palavra de Deus e principalmente na vivencia da Caridade. “Somos mais que vencedores, graças Aquele que nos amou”.

Clique em comentários e partilhe como você vence as tentações do mal? Deixe também seus pedidos de orações.

Jejuando quarenta dias no deserto, Jesus consagrou a abstinência quaresmal. Desarmando as ciladas do antigo inimigo, ensinou-nos a vencer o fermento da maldade. Celebrando agora o mistério pascal, nós nos preparamos para a Páscoa definitiva. (Prefácio do 1° Domingo da Quaresma). Senhor proclamando o Teu senhorio em minha vida e adorando unicamente a Ti reconheço todas as minhas fraquezas perante as tentações, mas pela Tua graça reconheço também que em Ti sou mais que vencedor. Quero escutar a Tua Palavra e ser dócil ao Teu Espírito e a Tua vontade mesmo vivendo o deserto e a solidão em minha vida. Jesus Cristo Tu és o meu único Senhor e salvador.

Oração a Nossa Senhora, diante das tentações:

Mãe querida acolhe-me em teu regaço, cobre-me com teu manto protetor e, com esse doce carinho que tens por teus filhos afasta de mim as ciladas do inimigo, e intercede intensamente para impedir que suas astúcias me façam cair. A ti me confio e em tua intercessão espero. e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém

Reze também a Oração de São Bento e de São Miguel Arcanjo.

Conte com as minhas orações.
Padre Luizinho, Com. Canção Nova.

Comentários

Anônimo disse…
Oi gostaria de saber sobre esta parte da possessão: "Quando, com a permissão de Deus, o diabo pega alguém como refém"... pois tenho medo que isso aconteça comigo, pois as vezes acontecem coisas estranhas comigo...
obrigado!
João Paulo Radd disse…
Se quiser me falar sobre essas coisas estranhas mande-me um e-mail para sabercatolico@yahoo.com.br
Para tranquiliza-lo, Direi a Frase de Santo Agostinho: "O Diabo é como um cão ladrado, ele só morde quem chega perto.". Então, não mecha com coisas demoníacas ou (falsos) exorcismos de outras igrejas. É o primeiro passo. Se você sempre rezar estará protegido pelo espírito santo. Quando alguém fica possesso, fica blasfemando contra Deus; diferente do que acontece nas outras igrejas. Espero ter ajudado. (Obs.: o possesso não peca, o erro não é cometido pela sua verdadeira alma e sim pelo demônio.)
João Paulo Radd disse…
Outra coisa, tentação é completamente diferente de possessão! Deus permite a tentação para que a pessoa escolha errar (pecar) ou fazer o bem; tudo para o crescimento da pessoa. A possessão é quando um demônio se apodera do corpo da pessoa sem a permissão de Deus. Então eu lembro, fique longe de evocações ao demônio e falsos exorcismos. E nunca tente fazer um! Abraço, fique calmo, reze e que Deus te abençoe.
Rafael Carneiro disse…
E como se libertar das tentações de cometer atos de impureza?
Estou sofrendo muito disso e minha esperança é Deus.
Me ajudem nas orações!
João Paulo Radd disse…
Caro amigo, desculpa a demora para a moderação do comentário!
Recomendo a oração, vigilância e que evite as ocasiões de pecado, ou seja, se algo o leva a pecar, evite-o!
Sempre esteja por dentro das nossas postagens sobre o assunto.
Estamos em oração esperando seu testemunho.
Paz e bem!