Pesquisar este blog

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Faça itinerário de cura interior com a Palavra de Deus Lc 24,13-45

É muito importante que você esteja com a sua Bíblia na mão, mas vamos ler por inteiro no Podcast, que você pode escutar clicando logo abaixo. Este texto é um caminho de cura e libertação, literalmente Jesus cura a nossa história quando caminhamos decididamente com Ele e lemos a Sua Palavra: Lc 24,13-35.

Escute na integra o Podcast:

Quatro passos bem concretos nós podemos perceber de imediato para avançar neste caminho de cura da nossa verdade e da nossa historia: 1° Não podemos ficar parados, inertes, acomodados por motivo ou paralisia nenhuma, é preciso caminhar e se por a caminho; 2° A Palavra de Deus é para nós fonte de cura porque nos revela a nossa verdade, abre os nossos olhos e acima de tudo nos revela Jesus e a sua Vontade a nosso respeito; 3° A partilha e a transparência vão colocar na luz tudo que esta em nosso interior, para que aqueles que caminham comigo saibam como me ajudar e me conduzir à cura e a libertação; 4° A Eucaristia celebrada e adorada onde eu reconheço o Senhor e proclamo a minha vitória sobre a morte e o senhorio de Jesus sobre a minha vida.

Os discípulos de Emaús expressavam a tristeza de ter perdido a esperança. Jesus era a sua maior esperança de ser o grande libertador de Israel. E eles estavam decepcionados com todo o final da história, estavam presos à cruz e a morte. Esqueceram de todas as promessas do mestre. Andavam de cabeça baixa, sem auto-estima, experimentando o fracasso e tudo isto os levou a cegueira espiritual, a tibieza. Quantas vezes nos encontramos exatamente assim como os discípulos de Emaús, tristes, de cabeça baixa e decepcionados. A decepção tem a capacidade de arrancar a esperança e de instalar no nosso coração o espírito de morte e de fracasso. Vivemos em torno do problema, circulando, patinando em nossa dor, ai também se instala o espírito de auto-piedade: “não tem mais jeito, tudo acabou e não conseguimos ver nenhuma saída!”.

“Enquanto conversavam e discutiam, o próprio Jesus se aproximou e começou a caminhar com eles”. Deus caminha conosco e quer saber o que estamos passando, vivendo, sentindo, ou seja, Ele se interessa pela nossa causa, na verdade Ele é o maior interessado em nossa cura e muitas vezes não enxergamos Jesus que caminha ao nosso lado. Jesus caminha com você agora! Ele não foge da dor e quer que falemos do assunto, Ele não mascara, faz com que a gente enfrente os nossos medos, decepções e fracassos, Ele prepara o terreno para darmos novos passos, enxergar novos horizontes. Jesus cura os nossos corações caminhando conosco, conversando, deixando claro que os primeiros passos para cura interior é a abertura e a oração. Ele usa a Palavra como pedagogia, relembra, refaz a historia com eles, traz a memória, por isso, a Palavra de Deus é outra grande fonte de cura interior: “Fortificai as mãos desfalecidas, robustecei os joelhos vacilantes”. (Isaías 35,3).

Ele utiliza o Amor, a essência de Deus, a presença que cativa, eles já estavam ardendo o coração quando Jesus lhes falava aos pés do ouvido o que mais o coração deles queria ouvir: “Ele está vivo e está no meio de nós!” Jesus está vivo e está junto contigo nesta caminhada por mais longa que ela seja! Você consegue perceber isso hoje em sua caminhada, em sua vocação, em sua história? O mestre devolve para eles a esperança, que ficou na dor, na perda, na oração de lamuria pelo caminho, na murmuração. E quando Jesus finge que vai embora, brota do coração deles uma simples e profunda oração: “Fica conosco, pois já é tarde e a noite vem chegando!” Quantas vezes parece que o Senhor se ausenta no caminho, não fala, não sinto nada, não percebo coisa alguma, caminho na fé. Você pode dizer para Jesus agora no meio da situação que esta vivendo: Senhor Fica comigo, Jesus comigo!

Jesus Entra com eles e realiza um gesto muito conhecido, pega o pão, abençoa e distribui entre eles. Seus olhos se abrem e eles reconhecem o Senhor ao partir o pão. Nesta passagem acabamos de conhecer por excelência a presença de Jesus no meio de nós e a maior fonte de cura interior: A Celebração Eucarística. Este evangelho é uma síntese da celebração Eucarística, a Santa Missa. Observe que neste relato, um dos mais bonitos da Sagrada Escritura, estão às partes da Santa Missa, acolhida, ato penitencial, liturgia da Palavra, homilia, oração eucarística e envio missionário. Esta celebração do ressuscitado inflama os corações dos discípulos e lhes curam toda cegueira e decepção. Faz deles anunciadores corajosos e dispostos a anunciar sem importar que tivessem que fazer o mesmo caminho, mas agora à luz da vitória, curados de tudo que os podia prender em si mesmos.

Façamos este caminho de cura interior, conversemos com Jesus e acredite o Senhor caminha com você! Abramos o nosso coração à esperança, a vitória. Talvez você seja a pessoa que menos acredita em si mesmo, seu formador, seus irmãos e amigos acreditam e veem um horizonte bonito esperando por você. Não paremos na dor e nem na derrota. Avancemos na Palavra de Deus, na Oração, na partilha e transparência e na Eucaristia. Não podemos ficar paramos na dor e nem nas situações de fracasso que tivemos “ontem” e hoje: “Não deveis ficar lembrando as coisas de outrora, nem é preciso ter saudades das coisas do passado. Eis que estou fazendo coisas novas, estão surgindo agora e vós não percebeis? Sim, no deserto eu abro um caminho, rasgo rios na terra seca.” Isaías 43, 18 – 19. Que Deus faça coisas novas na sua vida, em sua vocação, pois é primavera e o deserto vai florir!


Oração de Cura: Permanece comigo Jesus, pois o dia já declina. Faz o meu coração arder pelo poder de Tua Palavra, poder que pode destruir todas as forças contrarias a Tua vontade na minha vida. Caminha comigo Senhor, mesmo que durante um bom percurso do caminho eu não Te reconheça. Refaz comigo o caminho de reconciliação com a minha história, de perdão, de aceitação e de atitude, pois quero enxergar além do que os meus olhos podem ver. Cura nos passos que dermos todo medo, decepção e fracasso que já vivi em minha vida, pois não quero viver do passado, mas celebrar a vida, para construir no presente o futuro de um coração curado, livre para anunciar que Jesus Cristo ressuscitou e ninguém mais precisa viver na dor, porque em Cristo somos mais que vencedores. Amém!

Padre Luizinho, Com. Canção Nova.

Nenhum comentário:

Postagens populares