Pesquisar este blog

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Líbano, o país do cedro


Por Cris Henrique – Missionária da Canção Nova na Terra Santa
Cultura, fé e tradição são características fortes do mais belo país do Oriente Médio. É um país multicultural e multirreligioso, talvez o mais aberto do Oriente Médio. Isto faz com que a sociedade trabalhe e viva junta. Todos que se sentem libaneses dividem os valores da fé e do respeito.
*Um fator interessante é que a população libanesa está em torno de 4 milhões; porém, no Brasil, esse número aumenta consideravelmente. São quase 7 milhões de libaneses e seus descendentes vivendo em território nacional.
No próximo dia 14 de setembro, o Papa Bento XVI chegará ao Líbano. A expectativa já tem tomado conta das ruas, e mesmo os muçulmanos esperam, ansiosamente, a chegada do Pontífice.
O Patriarca Maronita, monsenhor Bechara Boutros Rai, fala sobre o que espera desta visita diante do quadro catastrófico que se encontra o Oriente Médio nos últimos anos: “A Igreja existe, é presente e atuante aqui, porém temos problemas políticos e sociais. Ressalto que todos os países do Oriente Médio são de governo religioso; os países árabes são muçulmanos, a Teocracia Muçulmana. Em Israel é aTeocracia Judaica. Por tanto, vivemos, aqui, num mundo de sistema religioso, isto é, *existe uma religião de Estado. Somos a única exceção, pois vivemos a aliança entre cristãos e muçulmanos, e é no meio de toda esta realidade que nos encontramos.”
A economia do Líbano, tal como a sua qualidade de vida, já chegou a ser uma das mais prósperas de todo o Oriente, porém os conflitos internos e externos abalaram a economia do país.
Padre Aquilino Castillo, franciscano que vive no país, diz que a “chegada do Papa, é como a chegada de um vento que traz novidades, ar fresco. Um vento novo que, esperamos, faça uma revitalização também do nosso país. Com certeza, a visita do Santo Padre abrirá novas portas. Rezo para que esta visita possa estabelecer novas pontes, sobretudo de diálogo.”
O Líbano é também um lugar de refúgio para os cristãos vindos de outros lugares do Oriente Médio que se encontram em conflitos. É importante ressaltar que, hoje, esta região vive uma fase de revolução e conflitos, intitulada primavera árabe. Todo esse movimento teve início, em dezembro de 2010, quando um jovem tunisiano ateou fogo ao próprio corpo como manifestação contra as condições de vida no país.
“Os países têm necessidade de reforma política e econômica. Porém, queremos que a mudança aconteça com diálogo e não com violência como tem acontecido. Tudo aquilo que vem acontecendo tem destruído os países, tem deixado milhares de mortos. Eu sinto muito pelo que tem acontecido, de forma particular na Síria”, acentua o Patriarca Maronita.
A entrevista do monsenhor Bechara é encerrada com uma súplica para que os conflitos sejam encerrados.
“Pedimos a Deus que coloque um ponto final na guerra e nos conflitos  para que esta situação se resolva”, disse monsenhor Bechara.
“O justo florescerá como palmeira; crescerá como cedro no Líbano” Sl 92:12
Líbano, terra de cultura forte, provada pelo tempo. Belo e sofrido país, suas histórias se eternizaram. Terra de santos e mártires que conduzem nossos corações à esperança. Linda terra dos cedros, o perfume que exala de tão bela árvore atrai e marca todos que por aqui passam.
Conheça mais sobre este belo país no programa produzido pela Canção Nova presente na Terra Santa. Assista:


Nenhum comentário:

Postagens populares

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...