Pesquisar este blog

Instagram

quarta-feira, 11 de junho de 2014

Espírito Santo edifica Cristo no homem, diz padre

A partir de um tweet do Papa Francisco, padre
reflete sobre como o Espírito Santo transforma o
homem
Padre Joãozinho, scj
João Carlos Almeida – Teólogo e escritor
Espírito
transformador
A conta do Papa Francisco no Twitter ficou sem atividade do dia 04 até o dia 28 de abril. Era o início do seu pontificado e ele ainda estava se acostumando com as novas tecnologias. Aos poucos sua presença em redes objetivas e com foco no conteúdo seriam cada
vez mais frequentes.
No dia 28 de abril o Papa Francisco rompeu seu
silêncio virtual com uma postagem impactante:
“O Espírito Santo transforma-nos
verdadeiramente e, através de nós, quer
transformar também o mundo onde vivemos.”
Aqui vemos a marca característica do seu
pensamento, que poderia ser resumida na “cultura
do encontro”. Mas tem um fato novo ao qual
devemos estar atentos. O encontro não é apenas
um fato social. Vivemos em um mundo de mil
encontros: praças, preces, teatros, shoppings,
comércio, política etc. A vida é feita de encontros.
Mas não é disso que o papa está falando. Ele nos
chama a atenção para um encontro místico e
transformador.
O Deus cristão é feito de unidade na pluralidade:
é Pai, Filho e Espírito Santo. Deus é em si mesmo
encontro. Não existe solidão ou autossuficiência
em Deus. Como disse Santo Agostinho, o Pai é o
amante, o Filho é o amado e o Espírito é o amor
do Pai e do Filho. Esta relação de amor define
Deus como multiplicação: 1 x 1 x 1 = 1. Seria
absurdo se fosse soma: 1 + 1 + 1 = 3. Mas não
cremos em três “deuses”. Nossa fé é em um só
Deus em três pessoas que se relacionam em
multiplicação de amor e permanecem sempre
unidas. E nós somos imagem e semelhança desta
realidade singularmente plural. Por isso é próprio
do cristianismo defender o encontro e a
diversidade, mas também a unidade. É o grande
sonho de Jesus: “que todos sejam um!” (cf. Jo
17,21)
Existe outro detalhe importante na sintética
mensagem de Francisco. Este Espírito de Amor é
“transformador”. Transforma a pessoa e por meio
dela transforma o mundo. Isto lembra a dinâmica
de contágio acontecida com Maria, quando
recebeu e mensagem do Anjo Gabriel e ficou
“cheia de Graça”, ou seja, cheia do Espírito de
Deus. Ela rapidamente declarou-se serva do
Senhor e apressou-se em colocar-se como
servidora de sua prima que precisava de ajuda.
Quando ela chega na casa de Isabel, diz uma
palavra de saudação. Isto basta para que Isabel
fique cheia de graça também. Percebeu a
dinâmica de contágio própria do Espírito Santo?
Quem é transformado pela Graça de Deus,
transborda e contagia as pessoas que estão ao
seu redor. O papa Bento XVI definiu esta dinâmica
de modo sintético e genial: “O amor cresce
através do amor” (Deus Caritas est nº 18).
O Espírito Santo tem esta dinâmica de nos
transformar em outro Cristo. Ele edifica Cristo em
nós. E por meio de nós continua sua obra de
realizar o Corpo Místico de Cristo na Igreja. Isto
é a cultura do encontro. Todos nos encontramos
no mesmo coração, na mesma alma, no mesmo
batismo. A Igreja é muito mais do que uma
unidade sociológica. Somos uma solidariedade
teológica. Isto nos permite sentir afetivamente
com todo o corpo.
Estamos radicalmente ligados pelo sopro do
Espírito que corre em nossas veias espirituais. E
este Espírito nos capacita para sermos gente que
transforma o ambiente onde vivemos. Isto não é
pelo fato de sermos muito políticos, estudados ou
influentes. Simplesmente por termos a santa
ousadia do Espírito de Jesus!

Fonte: noticias.cancaonova.com/espirito-santo-edifica-cristo-no-homem-diz-padre/

Nenhum comentário:

Compartilhe



Postagens populares

Google Plus


Google+
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...