Pesquisar este blog

sexta-feira, 1 de março de 2019

Evangelho do dia 01/03/2019 e Homilia

Evangelho (Mc 10,1-12)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 1Jesus foi para o território da Judeia, do outro lado do rio Jordão. As multidões se reuniram de novo em torno de Jesus. E ele, como de costume, as ensinava. 2Alguns fariseus se aproximaram de Jesus. Para pô-lo à prova, perguntaram se era permitido ao homem divorciar-se de sua mulher.

3Jesus perguntou: “O que Moisés vos ordenou?” 4Os fariseus responderam: “Moisés permitiu escrever uma certidão de divórcio e despedi-la”. 5Jesus então disse: “Foi por causa da dureza do vosso coração que Moisés vos escreveu este mandamento. 6No entanto, desde o começo da criação, Deus os fez homem e mulher. 7Por isso, o homem deixará seu pai e sua mãe e os dois serão uma só carne. 8Assim, já não são dois, mas uma só carne. 9Portanto, o que Deus uniu, o homem não separe!”

10Em casa, os discípulos fizeram, novamente, perguntas sobre o mesmo assunto. 11Jesus respondeu: “Quem se divorciar de sua mulher e casar com outra, cometerá adultério contra a primeira. 12E se a mulher se divorciar de seu marido e casar com outro, cometerá adultério”.


- Palavra da Salvação
- Glória a vós Senhor

Homilia do dia 01/03/2019
O matrimônio é a união do homem e da mulher sob a bênção de Deus
É impossível o homem casar com uma mulher e viver com ela o resto da vida?
“Por isso, o homem deixará seu pai e sua mãe e os dois serão uma só carne. Assim, já não são dois, 01mas uma só carne” (Marcos 10, 7-8).

Quando meditamos o Evangelho de hoje, talvez alguém pense que a temática do Evangelho seja o divórcio, a separação. Mas a temática principal é a união conjugal, o valor que tem a união do homem com a mulher. Nós não iremos avaliar qualquer coisa pelo lado negativo ou por aquilo que não deu certo. Não que não possamos estudar e compreender o porquê de muitos casamentos não darem certos, o porquê do divórcio estar presente na vida de muitos casais, tanto agora como no passado.

Mas, se primeiro não nos debruçamos para compreender o valor sagrado do matrimônio e, acima de tudo, mergulhar naquilo que ele significa, iremos, muitas vezes, fugir do essencial, e não vamos absorver o que o Mestre nos ensina sobre esse valor tão sagrado. 

O matrimônio é a união do homem e da mulher na bênção de Deus. Não é apenas a compreensão de duas pessoas que se juntam para viverem juntos, terem filhos e formarem uma família. Pois, antes de ser família, com filhos constituídos, o casal forma uma união que é um mistério unitivo, e formam uma só carne.

Um casal não pode abrir mão de viver na presença de Deus
Claro que, são duas pessoas diferentes, gêneros diferentes: homem e mulher. Eles têm pensamentos, sentimentos e histórias diferentes. É aí que está o mistério divino. É Deus sendo capaz de fazer com que dois sejam um; é a graça da matemática divina que não cabe, por vezes, dentro da lógica humana. 

O casal não deve ressaltar as diferenças que há neles, e sim respeitá-las. E as diferenças quando são somadas, acolhidas, respeitadas, tornam-se valores fundamentais, essenciais, maravilhosos, então, brotam muitas bênçãos. Quando o casal enfatiza a diferença como algo negativo, de fato, o casamento torna-se insuportável. 

Agora, se soubermos acolher o diferente, trabalhá-lo primeiro dentro de nós, e não querer mudar a outra pessoa primeiro, saberemos crescer e viver na dinâmica do amor. Mas quando o egoísmo, o individualismo entram na vida de um casal, realmente torna-se difícil e quase insuportável viverem juntos. 

Não nos esqueçamos que é uma graça divina. Por isso, um casal não pode abrir mão de viver na presença de Deus em todos os dias da sua união conjugal. Chamo a atenção para um ponto que é fundamental: casal para permanecer na bênção, precisa aprenderem a rezarem juntos, orarem juntos e fazerem da oração uma prática da vida conjugal.

Assim, todas as arestas serão superadas, todas as dificuldades serão melhores compreendidas e assimiladas, e a graça de Deus poderá fazer superar aquilo que, humanamente, parece ser impossível. É impossível o homem casar com uma mulher e viver com ela o resto da vida? Não! Mas é fundamental a graça de Deus, porque ela faz nova todas as coisas.

Deus abençoe você!                   


Pe. Roger Araújo

Nenhum comentário:

Postagens populares