Pesquisar este blog

Instagram

segunda-feira, 16 de junho de 2014

AS BELEZAS DO ESPÍRITO SANTO


Todos gostamos do belo. Há muitas formas de beleza. Há gostos diversos diante do belo e das variadas belezas.Há um belo absoluto. Diante dele, todos ficam maravilhados, encantados, até extasiados. Esse belo absoluto não é fugaz. É eterno. Sua beleza não esmorece. É definitiva e irredutível. É máxima e irretocável. 
O belo absoluto, a beleza eterna, irredutível, definitiva, máxima e irretocável é Deus. Santo Agostinho teve um vislumbre da beleza divina e imortalizou sua exclamação: “Ó beleza infinita, sempre antiga e sempre nova, tarde demais te amei!” 
Deus é o belo absoluto. Suas belezas pessoais vislumbradas em seus atributos e manifestações são igualmente absolutas e irretocáveis. Deduzimos então que, sendo Deus, o Espírito Santo é beleza absoluta e irretocável.
A divindade é o belo absoluto
Ao olhar com o coração para o Espírito Santo deparamos de imediato com sua primeira, e fonte de todas as belezas: sua divindade. Ele é Divino. Ele é Deus. A divindade lhe confere a beleza máxima, absoluta, incomparável. Quem belo como Deus? Quem belo como o Espírito Santo?
Sua segunda beleza: o amor. Ele não tem amor... Ele é o amor! Sim, Ele é a soma, o resultado, a conseqüência do amor divino do Pai pelo Filho eterno, e do amor divino do Filho pelo Pai. Ele procede da conjugação dos amores do Pai e do filho. Portanto, é amor divino. Sendo divino, o seu amor confere-lhe uma beleza incomparável. Quem belo como o Amor divino? Quem tão sublime como o Amor divino? Quem tão divinamente amoroso e belo como o Espírito Santo?
Sua terceira beleza: a santidade. Seu nome é revelador: Espírito Santo. Santidade é a presença de todo o bem no grau infinito, e a ausência total de todo mal. Santo é aquele que é todo bem e todo bom; que só faz o bem e o que é bom. 
Sendo Deus, o bem encontra-se no Espírito Santo em supremo grau. Não há como acrescentar nele algo de bem e de bom, pois sua santidade é divina, portanto, de grau supremo. Quem santo como o Espírito Santo? Quem é bom como Ele? Quem faz o bem como Ele? Sua santidade confere-lhe uma beleza sem limites, sem comparação.
Santo e Santificador
Outra beleza do Espírito Santo: ser o santificador. Ele não é apenas santo. É o santificador. É aquele que comunica e gera santidade naqueles que com Ele se relacionam. Ele não retém para si sua santidade e a qualidade de ter todo o bem, e de ser todo bom. Sem perder em grau e qualidade, Ele a partilha, a infunde, a gera, a comunica e a transmite aos seus amigos. Porque Ele é santo, quer tornar santos os seres humanos criados à imagem daquele que é santo: Deus. Ele é o autor de toda santidade. Foi Ele quem santificou e santifica todos os Santos. Os fez ou os faz um pouco belos como Ele é belo. Os Santos são pessoas maravilhosas, personalidades belíssimas, porque refletem a santidade e a beleza do Espírito de Deus que é santo por excelência.
Quem pode ser santificador como o Espírito Santo? Ser santificador, transfundir santidade, confere-lhe uma beleza divina, extraordinária.
Sobre quantas outras belezas do Espírito Santo poderíamos ponderar! Sua onisciência, sua onipotência, sua paciência, sua misericórdia, sua humildade, seu silêncio, sua capacidade de ser dom, seus sete dons infusos, seus nove frutos, seus múltiplos carismas. Tudo manifesta sua divina e intrínseca beleza.
Felizes aqueles que, cultivando uma amizade profunda por meio de um relacionamento amoroso, podem contemplar, admirar, extasiar-se e glorificar a beleza infinita do Espírito Santo.

Nenhum comentário:

Compartilhe



Postagens populares

Google Plus


Google+
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...